sexta-feira, abril 28, 2006

"Portugal entrou para o grupo dos países com maior índice de inovação tecnológica. A descoberta fundamental foi efectuada pelo governo português. Ao transformar em obsoleta toda a tecnologia baseada em explosivos poluentes e barulhentos, abriu uma nova era tecnológica, a que chamou 'choque tecnológico'. Na verdade, o governo português tem vindo a ultimar experiências que confirmam o poder destruidor do decreto-lei face aos explosivos convencionais".

3 comentários:

maria disse...

Olá Xavier
O país vai começar a arder, de facto!
No entretanto, os lumes brandos aquecem caldos de feiticeiras ... e bruxos que não sabem nada, não adivinham nada e não sei se o Merlim sabe por onde anda o Rei Artur. E a palavra de ordem não é de certeza "excalibur".
maria

xavier ieri disse...

Isto não vai lá (seja onde for) com caldos de galinha, poções mágicas, palavras mágicas(nem as de ordem!) ou um qualquer (ou especial) D. Sebastião.
Nã nã nã!
Foi assim por séculos e continuará a ser por outros tantos...
Somos os directos herdeiros de uma nobreza pobretanas, remendada, mas em bicos-de-pés e de uns burgueses miseravelmente ricos-de-dinheiro-e-de-nada-mais.
Mais: Casaram entre si e deu este caldo social que são actualmente os portugueses: Uns chico-espertos, miseráveis, com ares de ricos senhores de coisa nenhuma.
No campo da política mais se nota que o rei vai nú.
É comum uma mentalidade mercantilista, interesseira, mesquinha, menor, simplex ou simplista, avara e mastronça.
Os horizontes dos portugueses em geral e dos políticos em particular situam-se ao nível do próprio umbigo.
As excepções (que as há e boas)apenas confirmam a regra.
Resultado: Quem anda em sentido contrário é expelido pela força centrífuga originada pelo 'main stream' incompetente e taralhoco.

Nota final: Acreditando em palavras mágicas, parece que "excalibur" já não opera como dantes.
Agora, o que está a dar é... "euromilhões"!

Desculpa lá, Maria, esta parga de "disparates"-que-tomara-que-fossem!
Fui ao teu blog.
Continua lindo.
Gosto de lá ir refrescar-me.
bj

Apache disse...

Face aos explosivos convencionais e aos outros. Este governo "aperfeiçoou" o Decreto-Lei, transformando-o numa arma de destruição maciça!