quarta-feira, maio 10, 2006

ÚLTIMA HORA! EXTRA! EXTRA! OOLHÁÁÁÁÁS NETÍCIAS!

Diário de Notícias
"O curso de Direito vai deixar de ser critério obrigatório para o acesso à magistratura. A licenciatura-base dos futuros juízes e procuradores do Ministério Público poderá ser noutras áreas do saber, desde a Economia à Sociologia. A ideia é "criar as melhores condições para que haja uma magistratura enriquecida e dotada de todas as competências para enfrentar a variedade dos problemas que se colocam na actualidade" Palavras do ministro da Justiça ontem no final da sessão de abertura de um seminário internacional realizado pelo Centro de Estudos Judiciários (CEJ).

Correio da Manha
"Curso de Medicina vai deixar de ser critério obrigatório para o acesso ao exercício da medicina. A licenciatura-base dos futuros médicos poderá ser noutras áres do saber, desde a Economia à Sociologia e Direito. A ideia é "criar as melhores condições para que haja médicos enriquecidos e dotados de todas as competências para enfrentar a variedade dos problemas que se colocam na actualidade. Palavras do ministro da saúde ontem no final da sessão de encerramento de algumas unidades hospitalares. E acrescentou: Sem uma licenciatura-base em Sociologia nunca um médico poderá integrar os fenómenos socio-patológicos e os problemas da transmigração que tem de enfrentar dia a dia. Sem a licenciatura em Economia não saberá da importância de usar canivetes nas intervenções cirúrgicas em vez dos caríssimos bisturis. Sem uma licenciatura em Direito, não saberá defender-se da responsabilidade civil extra-contratual por acto médico danoso, etc."

24 horrores
"Inteligência, integridade moral e ética, carácter e sentido de Estado vão deixar de ser requisitos para o exercício da actividade política em Portugal, podendo a personalidade-base dos senhores políticos incluir outras áreas da natureza humana, mesmo em exclusividade, desde a incompetência às patologias do carácter.
A ideia é criar as melhores condições para que haja uma classe enriquecida, dominante e dotada de todos os instrumentos para enfrentar a variedade dos entraves que os regimes democráticos colocam na actualidade. Palavras do ministro primeiro, ontem no final da sessão de abertura de um seminário interno sobre "exploração e manipulação de borregos".

8 comentários:

maria disse...

Olha, eu aplaudo tudo. E de pé!!!!juízes, procuradores e já agora advogados, licenciados em Direito, para quê???
Sim senhora!! Um Juiz com formação em economia e depois umas aulitas e um estágiozito de 2 ou 3 meses ... tá-se bem!!! Bem, também podem pretender alargar o estágio...assim uns dois anitos, ou quiçã 3 como fazem agora aos advogados .... mas de borla, sem encargos pr'o erário publico. também pode ser isso!
APETECE-ME GRITAR!!!!!!!!!!!!!
Bom dia

Apache disse...

Eu acho que uma licenciatura (de 3 anos, no máximo) é mais que suficiente para tornar qualquer borrego num ganda borregão, dotado de competências universais que habilitam para o exercício de qualquer profissão, incluindo técnico superior de comencialização de hamburgueres, engenheiro ambiental, ramo do domínio técnico da vassoura, apto para mestrado (de 6 meses, tese incluída) na multinacional IBM com cadeira única, teórico-prática do mesmo nome (introdução ao balde de massa).

xavier ieri disse...

Ó Apache,
acabaste de traçar o perfil académico da maior parte da classe política pá!
Bem visto!

Cleopatra disse...

Os Ministros podiam ser veterinários... Assim o sistema de saúde dos borregos ainda ganhava com isso e poupávamos dinheiro e tempo e borregos e Ministros..
Não faz sentido?
Pois não.
Nada faz sentdio neste Desgoverno!

DarkMorgana disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
DarkMorgana disse...

Xavier: Essa notícia do 24 horrores...data de ano?

xavier ieri disse...

Grande questão, Morgana.
Quase irrespondível, sob pena de grande comprometimento...
Colocar a data significa legitimar o pratràsmente.
Tirando um ou outro Fontes ou Sebastião de Melo (emesmo assim...), penso que data práí dos Filipes...

Cleopatra disse...

Tinha de ser dos Filipes... Mas olhe que se fala que pior que este nem o de Dª Maria!