quinta-feira, fevereiro 22, 2007

APRENDAM, meninos, APRENDAM!

Diz a revista Visão, na sua actual edição e sob o título "Como vai mudar a Justiça fiscal" , que "o certo é que a nova Justiça tributária pode ainda ser pioneira, numa outra medida, cara a este Executivo: o acesso de não magistrados aos tribunais".

Para quem tinha dúvidas de que os juízes já nasciam juízes, eis aqui a "prova".

Note-se a magnitude de tão importante medida deste Executivo ao permitir, pela primeira vez quiçá, que não juízes acedam ao exercício da judicatura!

Ainda que mal pergunte, alguém sabe onde fica a maternidade dos juízes?

A Adelaide, minha amiga vendedora de castanhas no Inverno e orquídeas no Verão, perguntou-me e eu não soube responder-lhe:
"Ó sr. dr., comé queu faço pró meu filho nascer juiz?
É preciso preencher algum formulário ou assim?
E onde é que será isso? Na Junta ou será na cambra?"

Não soube responder-lhe...

4 comentários:

Susie disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
mary man disse...

Acesso de não magistrados aos tribunais de 1ª instância?
Mas... há outra possibilidade?
è como diz o Xavier: Só se os juízes já nascerem... juízes!!!
É a imprensa que temos.
Uma nulidade na área judiciária.

Apache disse...

A maternidade dos juízes? Não sei onde fica, mas se existir, o Correia de campos fecha-a!

O que se pletende é tlocal os tlibunais pol lojas chinesas, são mais lentáveis e poucos estlanham, polque ultimamente houve uma sentença ou outla que deixou alguns de olhos em bico.

xavier ieri disse...

Palece que é veldade...