terça-feira, junho 20, 2006

AFINAL, NÃO HAVIA OUTRO: SOMOS NÓS MESMO!

Serão as montanhas, os rios, as planícies?
Será o clima, as praias, os eucaliptos?
As cabras, vacas e demais seres de quatro no chão?

Não!

São as pessoas!

As pessoas e mais a sua cultura e mais os seus graus de civilização e mais o seu pensamento e mais a sua postura e mais as suas circunstâncias.

E mais a sua mentalidade!

São as pessoas!

Nada de novo.

Mas a consciência do facto entra-nos pela cara como um murro!

É nesta altura que nos olhamos ao espelho, que olhamos à nossa volta e... nós aí estamos...

Nós e a nossa incompetência colectiva.

Sim, porque (digamos) um terço de competentes cidadãos não consegue, ainda assim, rebocar para a zona de luz os dois terços de incompetentes, ladrões, corruptos, imbecis e chicos-espertos.

Não, muito especialmente, se aqueles dois terços constituirem o alfobre permanente de recrutamento e abastecimento dos grupos liderantes.

4 comentários:

maria disse...

Pois ... esqueceste-te dos alienados e da percentagem de iletracia que grassa por tudo quanto é lado. Estamos a ficar um país horrível ... o pior é que afinal não há mesmo outro. Desgraçadamente este é o nosso e do outro que vier, se vier ... não auguro nada de bom. Ainda bem que vai havendo vozes ou letras de inconformismo e cus virados á sedução.
Parabéns!!!
maria

xavier ieri disse...

Olá Maria,
Definitivamente és mulher de coragem para bradar comigo neste deserto de vozes inconformadas.
Mesmo os habituais... calam-se.
Terão medo?

Há quem me tenha dito ser este meu discurso derrotista.

De todo, não é!

É realista.

É preciso tomar consciência dessa realidade, denunciando-a, pugnando, cada um à sua maneira, pela mudança.

Dir-me-ão: "Pois, mas a verdade é que umas palavritas aqui e outras ali nada significam, de nada servem, não têm impacto".

Conterá algo de verdade.
Todavia, pior certamente é nada fazer, nada dizer.

Infelicidade é pegar nos escritos do Eça, com um século, e verificar que nada mudou.

E que nada é esse?

As mentalidades.
Os comportamentos.

Somos uma sociedade autofágica.

maria disse...

E não mudarão. A máquina da mudança é complexa, muito enferrujada e sobretudo enche a barriga a muitos senhores. Mudar para quê???!!!!Há quem esteja tão bem com o instituído... E quem está mal, mude-se, não é assim Ti Anafrásio??? Ora pois bem!

maria

Cleopatra disse...

Cus virados á sedução??

OH Meu Deus!

isto aqui anda coisa!
Oh Maria, olhe que isto pode ser interpretado de outra forma, tendo em conta a actual conjuntura.