segunda-feira, setembro 28, 2009

VITÓRIVITÓRVIRIATÓRIAVITÓTÓRIVITÓRIA

- Hey mén! tivestes a ver as eleições?

- yah! Já traminaram, meu!

- E atão quim é que ganhou?

- Todes, meu!

- Fosca-se! Todes! Todes nan pode ser, meu!

- Ah não?! Ah não?!!! Atão olha:
O PS diz ca foi uma vitória sxtrórdinária!
O CDS PP diz que foi espetaculáre, caté subiu dois... dois... dois coisos...
O bloco desquerda parece que ganhou tudo e tem mais do dobro daquilo tudo e ainda tem a Ana Drago e ó caneco!
O PCP qué CDU diz qué uma grande vitória dos trabalhadores...

-Yah, meu! Mas tásta esquecere do PSD, meu! Namedigas cusgajos tamém ganharam!?

-Yahhhh, meu! Quercedizere... eu nan sei, né... mas ca senhora tava toda sorridente, lá isso tava!

- Ah é!!? E ria de quê??

- Sei lá, meu... se calhar ria pra não chorare...

2 comentários:

Das divergências e convergências disse...

È o que eu digo, até o meu primo de 15 anos como lider do PSD ganhava estas eleições... É preciso ser muito fraco para perder assim.

xavier ieri disse...

A política como um fim em si mesmo, embora no discurso semanticamente se aponte o país e o interesse público, dá nisto.

A "política de verdade" é muito bonita, mas é necessário colocar-lhe algum conteúdo, sob pena de nada subsistir, no discurso, a que tal "verdade" se aplique!

Esta afirmação da "política de verdade" é um papo-seco: só casca! Miolo nenhum!